CONTATO

João Maciel Cel/WhatsApp: (68) 99963-7272 Email: joaomacieltk@gmail.com

terça-feira, 9 de março de 2021

Mulher assassina o esposo após ele se negar a pagar implante de silicones para ela


Manaus – Familiares do empresário Paulo Roberto Moraes Teixeira Júnior, de 29 anos, protestaram após a morte do homem assassinado na noite da última sexta-feira (5) dentro da própria casa, no Monte das Oliveiras, zona Norte. A família da vítima garante que foi a namorada do empresário, Cristina Dávila, quem o matou com um tiro na cabeça.

A manifestação aconteceu em frente à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na zona Leste da cidade. No local, irmãos, amigos e funcionários de Paulo Roberto, usaram cartazes e fotos da suposta assassina. Eles pediam celeridade no processo de investigação do caso.

“A gente sabe que foi a Cristina quem matou ele porque na hora do crime a mãe dela nos ligou informando o que a filha tinha feito. Ela saiu tão desesperada da cena do crime que ainda deixou as armas para trás. Mas fugiu e até agora não temos o paradeiro dela.”, afirmou Roberta Moraes, irmã da vítima.

Ainda segundo familiares do empresário, na noite do crime a suspeita do assassinato desligou as câmeras do circuito interno de segurança da casa onde a execução aconteceu. A intenção de Cristina Dávila era não deixar provas do homicídio.

O relacionamento entre os dois estava acontecendo há 1 ano, mas ainda de acordo com os irmãos do empresário, a suspeita não tinha um bom relacionamento com a família e se comportava claramente como uma pessoa interessada apenas nos bens materiais de Paulo.

“Ele deu carro pra ela, deu emprego, deu dinheiro. Ela queria um silicone mas em tempo de pandemia a empresa dele estava cortando gastos supérfluos e ele não podia dar essa cirurgia a ela. Eles brigavam muito por conta disso na noite em que ela tirou a vida do meu irmão”, desabafou Rodrigo, irmão da vítima.

Informações repassadas pela família da suspeita – Cristina Dávila – davam conta de que ela se apresentaria por livre e espontânea vontade na sede da DEHS durante a tarde desta segunda-feira (8) e foi por isso que a manifestação aconteceu no local. Mas até as 17h a suspeita ainda não havia se apresentado a polícia.

ENTENDA O CASO

O empresário Paulo Roberto Moraes Teixeira Júnior, de 29 anos, morreu na madrugada deste domingo (7), após ser atingido com um tiro na cabeça efetuado pela própria esposa, no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus.

A mulher, identificada como Cristina, está foragida, mas deve se apresentar nesta segunda-feira (8), na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Segundo testemunhas, o casal teria entrado em uma discussão e, durante a briga, a mulher disparou um tiro contra o homem com uma pistola calibre 380. Não foram divulgadas informações sobre o porte da arma do crime. O fato aconteceu na última sexta-feira (5), mas a vítima morreu neste domingo.

Fonte: Imediato

Nenhum comentário:

Postar um comentário