CONTATO

João Maciel Cel/WhatsApp: (68) 99963-7272 Email: joaomacieltk@gmail.com

sábado, 30 de março de 2019

PARABÉNS VELHO AMIGO JAMISSON NERI. "fim do primeiro tempo".



Fim do 1º tempo. Meus 45 anos de boy. That’s over baby. Eu mesmo explico...

Sou tarauacaense. Nasci lá na rua Manoel Lourenço, no bairro da Praia. Ali, naquela rua de chão batido, adornada, aqui e acolá, com touceiras de capim, rodeadas por bostas dos bois que ruminavam demoradamente, mastigando pra lá e pra cá, sob o olhar atento de seus donos, eu passei a minha infância e parte da adolescência.

Após o término das aulas na escola Omar Sabino de Paula e mais tarde no João Ribeiro, todos os garotos daquela geração se reuniam na rua Manoel Lourenço para brincar. De dia, sob a luz do sol; de noite, sob a luz elétrica, gerada a lenha, que durava até às 22h, e daí continuávamos, às vezes, até mais tarde sob a luz da lua. Foi nesse cenário, num bairro simples e tranquilo, na periferia de Tarauacá, que eu, Josman (irmão), Véi do Daniel, João Maciel, Birrom, Léo, Dão, Kbym, Cairara, Chiquim Buxudo, Dentin (in memoriam), Cangati (in memoriam), Cuxiá, Novim, Oroca, Pide (Elpidio), Tabeli, Tijibu, Tucuxi, Nilson Gago, Gricelio, Railton, Railson e Ronilson da Dona Panca, Laildo, Dé, Nena irmao do Zé do Gomes, Batikim, Jiricol, Ueliton do Seu João Bode, Jean do Peixoto, Buriti, Di Brito, Valdor de Brito, Acari, Tabeli, Pau Preto, Zé Muçuleta, Zé Puruca, Sansão, Cuca, Keku, Doril, Príncipe, Reco, Carlin do Buliado, Rabib, Nildo do Manga (in memorian), Nena do Manga, Correinha, André Bocão, Jarbas, Rui Pescocin, Jânio, Tétei, Derlandio, Liu, Evaristo, Everaldo, Ed do Seu Gilau, Totinha, Aristeu, e tantos outros os quais não lembro neste momento, passamos os momentos mais felizes, juntos, de nossas vidas, uns na infância, outros na adolescência, e outros mais adiante, na juventude.

As brincadeiras eram tantas: barra do rouba, bola de gude (peteca), soltar pipa, jogar tampa, jogar pilha, carro de rolimã, colecionar carteiras de cigarros, jogar figurinhas, brincar de carrinho, bang bang cujas as armas eram feitas de madeira, brincar da pira por entre as toras de madeiras ou as pélas de borracha encostadas na beira do rio, tomar banho na igarapé da ponte em frente à casa da Dona Quita, aproveitar o período de alagação do rio para tomar banho e andar de casco, jogar bola no campo da Eulina, jogar vôlei em frente à casa onde eu morava, se divertindo com os gritos do saudoso tio Daniel e as cuiadas do meu pai Zé Neri, ouvindo atentamente as mentiras mirabolantes do saudoso Zé Lopes, participando dos arraiais da Dona Preta do Seu Zé Pinto (in memoriam dos 2), do Bumba meu Boi organizado pela Dona Franscisca Gastón juntamente com o Chiquin Caboco, e tantas outras coisas que fazíamos para nos divertir. Jogar bola na rua era a brincadeira preferida dos garotos do meu top na infancia. Mas 4 homens eram o terror para nossas brincadeira: Seu Baldo, Chiquim Resende, Antonio Tabaco e o Zé Magro, todos comissários de menor na época, e que se visse as crianças jogando bola no meio da rua, eles faziam de tudo pra tomar a bola, deixando todos nós em pânico. Quando nós os avistávamos, a correria era grande, pulando cercas e quintais, para não sermos pegos. Eles passavam e continuávamos a jogar a nossa bola. A infância seguia esse ritmo...

A transição para adolescência foi marcada pela fase da vontade de namorar, desejo de “tirar a seca”, de ir às festas no Astral, Havaí, Stillus, Chega Mais, Clube do Manel Macaxeira (Juruá Clube) e no Clube do Tinha (The King’s), e aquelas idas inopinadas no Cisne Bar, Koxixo’s, Café Express etc...

Aos 16 anos, decidi partir de Tarauacá em busca uma formação secundária e universitária, e por essa razão me divorciei da minha querida terra natal, embora eu não consiga esquecê-la. Tarauacá está na minha essência. Eu estou na essência de Tarauacá.

No dia em que eu decidi sair de casa, meu pai me disse "filho não vá". Contrariando-o, me lancei no desafio de romper e vencer muitos obstáculos na vida. Vim, venci e conquistei. Andei por caminhos desconhecidos, mas sempre fui cauteloso nos meus passos. Os caminhos que percorri e os desafios que enfrentei me ensinaram uma grande lição: minha doutrina de vida é que a força que me impele no caminho do sucesso e da realização é a força dos valores espirituais: a fé, a coragem, a retidão, a lealdade e a perseverança. Guio-me por esses valores com firmeza e convicção.

Hoje, acordar com 45 anos, a vida me faz veterano. Não é muito e nem o bastante, mas o suficiente para saber que só envelhece quem vive muitos anos. Sei que não vim para ficar, mas peço a Deus que multiplique as noites que me fizeram repousar, e as manhãs que até hoje foram possíveis eu acordar. Agradeço a Deus por ter-me dado a vida por intermédio dos meus pais, e a eles por terem feito o esforço possível para mim educar, e mostrado os bons caminhos para que hoje eu tenha esta idade. Chegar aos 45 anos, fim do 1º tempo, pode não fazer de mim um herói, mas me dá o direito de me considerar um campeão. Aprendi que com a simplicidade e a humildade podemos conservar sadio os nossos corações. 45 anos não é nada demais, mas vou fazer uma pausa, e viver com mais segurança, para que no próximo ano eu fale de mim um pouco mais.

sexta-feira, 29 de março de 2019

Vereador Lauro Benigno reafirma compromisso na luta pela diminuição da conta de energia.


Endossando as palavras do deputado Jenilson leite que usou a tribuna da ALEAC e manifestou-se mais uma vez sobre o aumento da energia no Acre, para dizer que "Diminuiu, mas pode diminuir mais a tarifa de energia, isso graças a união de todos”, diz Jenilson Leite. 

Em Tarauacá o movimento pela redução da tarifa de energia elétrica foi encabeçado pelo gabinete do vereador Lauro Benigno, juntamente com a vereadora Janaína e outros parlamentares de Tarauacá.

Lauro comemora a decisão da Energisa em reduzir o valor das contas de energia elétrica, no entanto assim como o deputado Jenilson Leite, este salienta em dizer que ainda pode reduzir mais. E pede para nossa população ficar de sobreaviso, para os próximos chamados e um novo embate. Veja matéria vinculada na página do deputado Jenilson Leite.




quarta-feira, 27 de março de 2019

MULHER PROCESSA EX-NAMORADO APÓS ALEGAR QUE PÊNIS GRANDE DEMAIS DO IDOSO ALARGOU SUA VAGINA*


Uma mulher entrou na Justiça de Goiânia com uma ação de indenização contra seu ex-namorado pedindo uma indenização de 80 mil por danos morais.

Jacilma Cristina Oliveira de 26 anos, entrou com um processo contra o seu ex-namorado um fazendeiro de 62 anos, após alegar que o pênis avantajado do homem teria alargou sua vagina. segundo ela, o idoso era “acima de qualquer suspeita”. “Era uma pessoa tímida. e jamais imaginou que aquilo fosse daquele tamanho”, recorda.

A mulher alega que a indenização será usada para fazer uma cirurgia de reconstrução e de virgindade.

O idoso disse que a mulher gostava e que não entendeu o motivo da ação, pois a mulher nem sequer virgem era.

TOPFIVETV.COM

Chegada de frente fria deixa a quarta-feira com ventos intensos e chuvas fortes no Acre


A chegada de uma frente fria, deixa o tempo instável, com ventos intensos nesta quarta-feira (27). A previsão é do pesquisador Davi Friale. “Chuvas pontuais a qualquer hora, que podem ser fortes e acompanhadas de raios e ventanias em algumas áreas. A temperatura fica amena, a partir da tarde, no leste e no sul do estado”, escreveu em seu site ‘O Tempo Aqui’.

Previsão de chuva para o final de semana (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Ele alerta ainda que as chuvas devem continuar durante esta semana.
Temperaturas:
– Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari e Porto Acre, mínima, entre 20 e 22ºC, e máxima, entre 26 e 28ºC;
– Sena Madureira e Manuel Urbano, mínima, entre 21 e 23ºC, e máxima, entre 28 e 30ºC;
– Brasileia, Epitaciolândia, Assis Brasil, Xapuri e Capixaba, mínima, entre 19 e 21ºC, e máxima, entre 25 e 27ºC;
– Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Porto Walter, mínima, entre 22 e 24ºC, e máxima, entre 31 e 33ºC;
– Marechal Thaumaturgo e Jordão, mínima, entre 22 e 24ºC, e máxima, entre 31 e 33ºC;
– Tarauacá, Feijó e Santa Rosa do Purus, mínima, entre 21 e 23ºC, e máxima, entre 30 e 32ºC;
– Acrelândia e Plácido de Castro, mínima, entre 20 e 22ºC, e máxima, entre 26 e 28ºC.

Contilnet.

sexta-feira, 8 de março de 2019

Governo não tem previsão para pagar rescisões herdadas


Se você é morador de Rio Branco é bem provável que conheça ou, pelo menos, já tenha ouvido falar no Panelada. Figura extremamente carismática, é um dos principais líderes comunitários da capital acreana e é famoso por seus sarcásticos cordéis que tem como tema principal os políticos do estado. Nas redes sociais, é presença constante sempre com comentários críticos.

Panelada, que o nome de batismo é José Bernardo Souza Filho, atualmente vive uma luta diária pela vida. Há 2 anos, faz tratamento em Porto Velho, capital de Rondônia, contra um câncer de nariz. Quem acompanha de perto o tratamento, é testemunha de como Panelada enfrenta a doença com o bom humor que sempre marcou sua personalidade.

O que tira seu sorriso é a dificuldade financeira que tem para custear o tratamento, já que as viagens até a capital rondoniense são frequentes. Desempregado, não tem sido nada fácil o custo das viagens, hospedagem e alimentação em Porto Velho. Ele se prepara agora para realizar uma cirurgia de reconstrução da face.

E o mais triste da história é que toda essa dificuldade financeira poderia ser amenizada se o mesmo não fosse vítima de um calote. Sim, Panelada tem um bom dinheiro a receber dos cofres públicos, que seria mais do que suficiente para custear suas despesas com o tratamento. Panelada é um dos cerca de 2 mil cargos comissionados que não receberam suas rescisões trabalhistas referentes a gestão do ex-governador Sebastião Viana.

Panelada trabalhou durante todo o segundo mandato do ex-governador petista na Fundação Elias Mansour. Era nomeado em uma CEC 2, com salário equivalente a cerca de 2 mil reais. Com o fim do governo, foi exonerado, ficou desempregado e não recebeu seus direitos trabalhistas. “Eu só quero receber o que é meu por direito. Pagar a minha rescisão, como dos outros, não é nenhum favor, é uma obrigação. É um dinheiro que preciso para ajudar no meu tratamento de saúde”, diz.

Ruizemar Júnior é outro que foi exonerado e não recebeu suas verbas rescisórias. Mesmo não passando por um grave problema de saúde como Panelada, o jovem de 27 anos, que trabalhou durante 3 anos e 5 meses como operador de máster na TV Aldeia, emissora pública do governo acreano, reclama da falta de informação. “Além de não receber, o pior é não ter nenhuma previsão de quando esse dinheiro vai sair”, afirma.

A dívida das rescisões para 2 mil pessoas caiu no colo do atual governo. Segundo levantamento da Secretaria de Gestão Administrativa (SGA), o valor total é superior a 21,4 milhões de reais, e não deve ser pago tão cedo.

Ac24h.

Carnaval de Mâncio Lima aquece a economia e atraiu mais de 25 mil foliões.

Nesse ano foram mais de 25 mil de pessoas, isso mesmo, você não leu errado, foram mais de 25 mil pessoas curtindo a folia por aqui. Diversos blocos de rua, palco com muitas atrações musicais, muito samba no pé dos foliões, alegria e paz.

Por ordem do Chefe do Executivo Municipal, Prefeito Isaac Lima, a festa contou com um amplo planejamento, afim de garantir uma programação diferenciada e cultural nos quatro dias de evento, melhor infraestrutura, contando inclusive com banheiros químicos, além de segurança para todos, itens que fossem percebidos pela população e todos aqueles turistas que vêm a festa a todos os anos.
O Prefeito Isaac Lima (PT), ressaltou que o carnaval de Mâncio Lima segue em construção, baseado no diálogo e na escuta, sempre surpreendendo. E o melhor, é de todo mundo!
Foram 04 (quatro) dias intensos vividos pelos foliões, com muita música boa, alegria, paz, tudo isso de frente a cenário deslumbrante (Avenida Alameda das Águas, às margens do Rio Japiim, um braço do Rio Moa que corta a cidade.).

“Estamos muito satisfeitos com o resultado deste ano pois ouvimos elogios dos foliões que se sentiram acolhidos , seguros , uma estrutura de ótima qualidade e que toda família pode participar. Agradecemos a toda equipe de organização que não medem esforços para deixar essa festa cada vez melhor, disse o Prefeito”.

As músicas ficaram por conta das bandas: Bruno Barros, Geinison Rocha, Aderban Silva, cantor Louro e Os Populares do Guarany.

O evento foi bem estruturado, além da segurança reforçada, contou com diversos quiosques de alimentação e bebidas.

O chefe do departamento de cultura de Mâncio Lima, Igor Araújo, fala como está sendo realizada a programação do carnaval no município de Mâncio Lima.

“Nós estamos das 16h até às 2h da manhã, ou seja, é mais de 30 horas de festa”, disse.
A polícia militar e 1º Ciretran realizaram fiscalização na Rodovia AC 405 durante o trajeto até o município.
De acordo com o Comandante da Polícia Militar de Mâncio lima, Tenente Antista Batista, nenhuma ocorrência grave foi registrada.

“Melhor do que eu esperava, foi um carnaval tranquilo com alegria”, ressaltou o Tenente.
O carnaval de Mâncio Lima já virou tradição, prova disto, é o grande número de barcos que aportam no porto do município para participar da festa. Desde pequenas embarcações de rabetas vindas dos seringais do Môa, até lanchas luxuosas vindas de Cruzeiro do Sul chegam lotadas de participantes.
Rei Momo e Rainha do Carnaval

Esse ano a rainha do carnaval Mâncio Lima Folia 2019 foi representada pela jovem Milena Souza e o rei momo pelo Edvilson.
Expectativa

Para 2020 a expectativa é uma festa ainda mais plural e animada, esperamos por vocês no próximo ano.

AC24h.

FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER!

Resultado de imagem para imagens do dia 8 de março

À Mulher, ao seu corpo de mil sonhos,
Ao seu ventre fértil de ilusão e de vida.
À Mulher, à sua figura de paz e amor,
A toda a sua singularidade
E inebriante essência.

A todas elas, neste dia que é
Apenas delas, um louvor de amor,
Uma glorificação de reconhecimento
Porque cada Mulher é única
E um tesouro em si mesma!

domingo, 3 de março de 2019

Acreana de 22 anos representará o Estado no Concurso Belezas do Brasil, em São Paulo


Vitória Coutinho é nascida e criada em Rio Branco, capital do Acre, e aos 22 anos realizará o sonho de representar o Estado num concurso nacional de beleza: o Belezas do Brasil 2019. Formada no curso de Técnico em Enfermagem, atualmente estuda Translação Imobiliária e Recursos humanos.

O concurso, o qual Vitória irá participar, seleciona misses por todo o país. O Miss Belezas Brasil, como também é conhecido, teve início na Região Sul e expandiu suas atividades para todo o Brasil, bem como a nível internacional.

“Rio Branco é uma terra que eu amo. Para mim foi uma honra participar do Miss Belezas do Acre e vencer o concurso pelo Vale do Juruá”, conta a participante, que sempre acompanhou o mundo de miss.

“Somente esse ano eu me senti preparada e confiante para poder disputar o concurso. Pretendo mostrar, além da minha beleza, minha história, meu caráter e, principalmente, minha essência”, destaca.
A acreana tem ciência das responsabilidades de uma miss e garante: “Eu sei que ser miss gera grandes responsabilidades, mas estou disposta a trazer essa coroa para o nosso Acre”.

A fase nacional do concurso irá ocorrer no próximo mês de julho, em São Paulo. Vitória demonstra confiança em seu propósito de representar o Acre com o título Miss Beleza do Vale do Juruá. “Quero demonstrar meu potencial. Acredito que tenho uma bela história de vida e que posso me tornar um exemplo para outras mulheres que, assim como eu, sonham muito e almejam conquistar seus objetivos”, ressalta Coutinho.

Ac24h.