CONTATO

João Maciel Cel/WhatsApp: (68) 99987-8080 Email: joaomacieltk@gmail.com

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Chuva de meteoros cruza o céu na madrugada e poderá ser vista no Acre.


Pedaços de rochas e de gelo da cauda do cometa Halley cruzam a atmosfera e fenômeno pode ser observado em todas as regiões do Brasil

Alguns pedaços de rocha e de gelo da cauda do cometa Halley cruzam o céu na madrugada desta terça-feira (22). A chamada chuva de meteoros orionídeos acontece anualmente e pode ser observada em todas as regiões do Brasil.

“A chuva de meteoros não virá diretamente constelação de Orion. O nome é dado porque ao observar o céu os meteoros parecem vir daquela direção”, explica o professor do departamento de Astronomia da USP Roberto da Costa.

O melhor horário para observar o fenômeno será entre as 3h e as 4h da manhã de terça-feira. Segundo o professor, a chuva de meteoro surgirá como riscos de luz no céu na região leste do horizonte e poderá ser visto em todo o Brasil.

A constelação de Orion pode não ser tão conhecida para a maioria das pessoas, mas isso não tornará mais difícil de fazer a observação. O professor dá uma dica para saber para onde olhar no céu.

“Todo mundo sabe encontrar “As Três Marias” no céu. Essas três estrelas fazem parte da constelação de Orion. Basta olha nessa direção para conseguir acompanhar a chuva de meteoros”, orienta o professor de astronomia.

Os locais afastados das cidades são os melhores para fazer a observação e assim evitar a poluição luminosas. As luzes artificiais da rua e das casas, por exemplo, podem dificultar a visualização. O tempo aberto ou com poucas nuvens também são condições favoráveis.

“A observação da chuva de meteoro é completamente segura. Os fragmentos são de poucos centímetros e queimam ao entrar na atmosfera, a pelo menos 40 Km do nível do mar”, afirma o astrônomo.

O cometa Halley passa próximo da Terra a cada 75 anos. A última vez foi em 1986 e a próxima será em 2061.

Nenhum comentário:

Postar um comentário